Audi A1 de próxima geração não existirá e a culpa é do Euro 7 | Notícias Automotivas

Quer ganhar dinheiro vendendo carros? CLIQUE AQUI!

Audi A1 de próxima geração não existirá e a culpa é do Euro 7 => https://www.noticiasautomotivas.com.br/audi-a1-de-proxima-geracao-nao-existira-e-a-culpa-e-do-euro-7/

A Audi expõe cada vez mais seus planos de eletrificação na Europa, mas, ao mesmo tempo, tem de lidar com mudanças nas regras de emissão que podem acelerar os carros elétricos e matar mais rapidamente os carros híbridos e até segmentos de mercado. Neste último, a Audi vai se retirar oficialmente do segmento de hatches compactos na Europa, conforme Markus Duesmann, CEO da Audi explicou ao site Automotive News. O motivo é o objetivo do Euro 7, que torna proibitivo o investimento nesse segmento por causa dos custos elevados. Por conta disso, o Audi A1 atual será o último. Como se sabe, a Volkswagen planeja sucessores elétricos para seus modelos Polo, Ibiza e talvez o Fabia, mas no caso da Audi, a maior aposta é no crossover compacto elétrico que será feito em Martorell, Espanha. Com ele, a Audi enterra o A1 e mantém uma opção de acesso à marca abaixo do A3. Aliás, Markus Duesmann foi questionado sobre o hatch médio, mas não comentou sobre o assunto. De qualquer forma, o A3 ainda pode se apoiar no Golf 9, que assim como outros poucos modelos híbridos plug-in na Europa, deve seguir até pelo menos 2030. Para ele, a Audi ainda pode manter os custos da eletrificação, mas no caso do A1, o preço ainda importa. Duesmann ainda deixou claro que se as regras do Euro 7 não foram tão radicais, a marca ainda pode apostar em mobilidade elétrica. Lançado em 2010, o Audi A1 foi a segunda (na verdade, a terceira, se considerar o Audi 50) ação da marca alemã no segmento de carros compactos após o fracasso do A2, o disruptivo monovolume feito de alumínio com a mesma tecnologia do A8. Feito sobre a plataforma do Polo de quinta geração (PQ25), o A1 seguiu com motores de 1.2 TFSI de 86 cavalos até 2.0 TFSI com 256 cavalos a tração Quattro, além do esportivo S1. Na geração atual, de 2018, a plataforma é a MQB e a motorização vai do 1.0 TFSI de 95 cavalos até o 2.0 TFSI de 200 cavalos, não existindo mais o S1. [Fonte: Auto News ]   © Noticias Automotivas. A notícia Audi A1 de próxima geração não existirá e a culpa é do Euro 7 é um conteúdo original do site Notícias Automotivas .

Seja nosso franqueado e trabalhe revendendo veículos seminovos (até 40% desconto) e 0KM (até 20% desconto), entre em contato conosco => http://www.repassesdecarros.com.br

Comentários